Estou com vontade de sumir. E agora?

Quantos e quantos líderes já se sentiram ou estão se sentindo assim? Uma vontade de sumir e de se reservar, ainda que seja por um tempo.

Este sentimento é comum no meio da liderança, entretanto, existem duas formas de “sumir”. Uma é uma maneira abençoada e a outra é uma maneira negativa e cheia de problemas.

Todos podem ter o desejo de “sumir”, entretanto, precisa-se decidir pela forma certa de fazê-lo, pela forma abençoada.

Jesus é um grande exemplo que, vez por outra, se isolava. Ele caminhava o dia inteiro com os seus discípulos fazendo milagres, pregando a Palavra e, em alguns momentos, Ele avisava aos discípulos que precisava ficar um tempo sozinho. Jesus se isolava de uma maneira positiva, abençoadora, com os motivos certos. Ele se isolava para renovar as suas forças, para renovar seu ânimo e para buscar direções e estratégias de Deus.

Contudo, o que se tem visto são pessoas querendo “sumir” não para renovar forças, renovar ânimo ou buscar estratégias de Deus para avançar, antes, para “fugir” dos obstáculos e das dificuldades pelas quais estão enfrentando. Este tipo de escolha traz problemas para a vida pessoal, para a liderança e para o futuro da pessoa.

“Sumir”, para não enfrentar os problemas,  não vai ajudar em nada. Os problemas precisam ser enfrentados e resolvidos. Um grande exemplo bíblico de alguém que fugiu dos problemas é Elias. Quando Elias foi afrontado por Jezabel, ele teve o desejo de “sumir” e foi caminhando para o deserto e chegou ao ponto de se esconder em uma caverna com o desejo de morrer.

Outro exemplo de alguém que fugiu para não encarar os desafios da vida é o de Jonas. Jonas queria “sumir” para não fazer a vontade de Deus. Deus havia mandado Jonas ir para Nínive. Porém, ao invés de obedecer, Jonas pega um barco com outro destino e acaba dentro da barriga de um peixe.

Antes do líder “sumir”, ele precisa avaliar quais os motivos que o estão levando a este desejo. Líderes, de uma forma geral, passam, sim, por momentos de muitas pressões e dificuldades na sua caminhada; porém, fugir, se isolar e não querer ver ou falar com ninguém, não só não vai ajudar como, certamente, vai prejudicar ainda mais a situação.

Por isso, a grande dica é tirar um bom tempo com Deus todos os dias para renovar o ânimo e as forças, acreditando que Deus é abençoador em todos os momentos e que sempre dará o escape para toda e qualquer situação.

Fonte: Liderança de Sucesso

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *